O impacto da idade nas cirurgias plásticas

Saiba qual é a idade mínima e máxima para um procedimento cirúrgico estético

A cada dia, mais pessoas optam por realizar intervenções estéticas para corrigir insatisfações pessoais com o corpo ou rosto. Por isso, o Brasil é líder na realização de tais procedimentos.
Embora não exista uma idade certa para se submeter a uma cirurgia plástica, é preciso conhecer bem as especificidades de cada procedimento, antes de entrar no bisturi.
Dessa forma, tão importante quanto escolher um bom profissional será entender as recomendações de procedimentos mais adequados para cada momento da sua vida, sempre visando a obtenção dos melhores resultados.
Com esse objetivo, reunimos aqui alguns mitos e verdades relacionados à cirurgia plástica, considerando também a idade ideal para realiza-la. Confira.

Rinoplastia
Cirurgia que visa corrigir insatisfações estéticas no nariz. É uma técnica complexa, capaz de devolver a autoestima das pessoas que sofrem com isso.
Problemas como dorso alto, nariz torto, ponta grossa ou fina demais, dentre outros, são facilmente resolvidos com o procedimento. Além disso, ele também poderá contribuir para a melhora das funções nasais, ajudando o paciente a respirar melhor.
Embora a técnica não sofra restrições relacionadas à idade dos pacientes, recomenda-se que aconteça após o desenvolvimento completo do crânio-maxilo-facial, que ocorre normalmente a partir dos 15 anos de idade.
No entanto, é importante consultar um cirurgião plástico de confiança, antes de tomar qualquer decisão, principalmente no caso de menor de idade, sendo obrigatório que os pais acompanhem todo o processo.

Otoplastia
Procedimento destinado à correção de deformidades na orelha externa. Ela é recomendada nos casos da famosa “orelha de abano” e é comumente realizada em crianças, a partir dos sete anos de idade, já que pode dar margem às piadas e comentários maldosos na escola, prejudicando o desempenho escolar, a autoestima e, até mesmo, o relacionamento afetivo com outras pessoas.
O mais indicado é que a cirurgia seja feita ainda na infância, a fim de evitar que esses problemas atrapalhem seu desenvolvimento. No entanto, adultos também podem se submeter ao procedimento.
Ainda que os pais possam orientar seus filhos sobre a possibilidade de corrigir essa condição, é importante ressaltar que a decisão deve partir da vontade da criança.

Mamoplastia de aumento
É cirurgia das mais procuradas, por mulheres que desejam aumentar o tamanho dos seios. Ela consiste na técnica de implantar uma prótese de silicone para dar mais volume e contorno às mamas.
O procedimento é recomendado para pacientes que tenham mamas pequenas, desproporcionais ao corpo, ou que queiram corrigir uma assimetria ou, ainda, que possuam os seios flácidos e caídos em decorrência de uma mastopexia.
Embora seja uma cirurgia hoje comum entre as mulheres jovens, nos últimos anos as próteses mamárias também têm chamado a atenção do público mais maduro, que busca resgatar a autoestima perdida com a flacidez causada pelo envelhecimento.
Portanto, o procedimento pode ser realizado a partir dos 16 anos de idade – após o desenvolvimento mamário já estar completo – e não há um limite máximo de idade para realizar a técnica.
Vale ressaltar que, em ambos os casos, a paciente precisa estar em boas condições de saúde, sem qualquer restrição médica.

Abdominoplastia
A abdominoplastia é uma cirurgia plástica indicada para quem deseja remover o excesso de pele e corrigir a flacidez muscular na região abdominal, que tende a aparecer após a gravidez; na ocorrência de grande perda de peso e, também, isturinos traumas, queimaduras, doenças ou malformações congênitas.
Para que o procedimento seja realizado é necessário que o paciente tenha, pelo menos, 18 anos completos e que não sofra de nenhuma doença cardíaca, diabetes, hipertensão e outras condições autoimunes.
Assim como nas demais cirurgias, não há nada que impeça a realização do procedimento em pessoas com idade avançada, desde que todos os exames preliminares sejam feitos para garantir a segurança do paciente.

Lipoaspiração
Trata-se de uma técnica que visa melhorar o contorno corporal, removendo o excesso de gordura localizada em determinadas partes do corpo.
É muito importante esclarecer que esse procedimento não é indicado para quem deseja perder peso, mas apenas para aquelas pessoas que possuam depósitos de gordura localizada e que, por algum motivo, não conseguem se livrar deles.
Há profissionais que consideram 16 anos como a idade mínima para realização do procedimento. Porém, o mais recomendado é que a operação aconteça após o paciente atingir a maioridade.
Da mesma forma, acima dos 60 anos, é possível encontrar nessa técnica a oportunidade de eliminar os depósitos de gordura, que são mais difíceis de remover depois de certa idade.

Alternativas para evitar o bisturi
Para quem ainda não está preparada para realizar uma cirurgia plástica ou não está apta para tal, é possível recorrer aos procedimentos estéticos, que são capazes de produzir efeitos animadores.
Dentre as alternativas mais procuradas estão a rinomodelação; preenchimento facial; tratamento com botox e, até mesmo, procedimentos para remodelar o corpo como o sculptra. Este último é um tratamento moderno para rejuvenescimento e combate à flacidez, tanto do rosto quanto do corpo.

Fonte: Clínica Luciana Pepino, especializada em cirurgias plásticas.