Mau hálito: causas e como evitar

O mau hálito não é tão sério como algumas doenças, mas pode ser o indicativo de que algo não está certo com a sua saúde bucal.

Por esse motivo é sempre importante procurar pela ajuda de um dentista, uma vez que esse problema pode interferir diretamente em diversos aspectos da vida social.

Ninguém precisa ter vergonha de conversar com outras pessoas ou de se apresentar na frente de estranhos, por saber que tem mau hálito. Sendo assim, é importante pedir ajuda ao profissional o quanto antes, já que essa é uma das maneiras de garantir qualidade de vida.

Causas possíveis
Merece destaque para o mau hálito a má higienização bucal. Isso pode ocorrer quando não são feitas as três escovações diárias recomendadas pelo profissional de odontologia ou de fazer o uso do fio dental.

Ainda assim, os dentistas afirmam que há mais de quarenta causas prováveis para a halitose, além da má higienização bucal. Algumas delas são:

  • Saburra (placa esbranquiçada na língua devido a má higienização);
  • Boca seca; e
  • Placa bacteriana.

Para quem possui boca saudável é recomendado que sejam feitas consultas à clínica odontológica uma vez a cada seis meses.

Apenas na clínica dentária é possível garantir que todas as prevenções e profilaxias necessárias serão feitas de forma adequada. Durante essas consultas toda a placa bacteriana, se existir, é devidamente retirada, o que auxilia também na prevenção do mau hálito.

O tabagismo e o excesso de bebidas alcoólicas são outros hábitos que podem causar boca seca, propiciando maior proliferação de bactérias e, consequentemente, mau hálito.

Isso pode ser observado quando da ingestão de certos alimentos, como os quentes e os salgados, por exemplo. Por isso, é recomendável que eles sempre sejam ingeridos acompanhados de água, para que a boca não fique seca por muito tempo.

Como evitar

A principal maneira de evitar mau hálito e os problemas dele decorrentes é observar as recomendações de higienização diária.
Para prevenir o mau hálito deve-se retirar a placa bacteriana que se forma nos dentes por partículas de alimentos que ficam na boca após as refeições, e que não são removidas totalmente durante a escovação.
Com o tempo essas placas endurecem e se transformam em tártaro, que só pode ser retirado na clínica dentária. Saliente-se que o tártaro é a principal causa de doenças gengivais e periodontais, pois ele acaba causando inflamações e infecções.

Por todos esses motivos é preciso escovar os dentes pelo menos três vezes por dia.

Da mesma maneira é essencial o uso de fio dental, porque, por mais eficiente que a escovação seja, ela não alcança todos os lugares. Aí entra em cena o fio dental, que tem o papel de retirar as partículas de alimentos que a escova não consegue alcançar, e remove grande parte da placa bacteriana.

A escovação da língua em toda a sua superfície é outro cuidado a ser tomado, pois restos de alimentos podem ficar presos nas papilas linguais, só sendo retirados com a escovação. Quando essa higienização não é adequadamente feita ocorre a saburra.
A reação das bactérias às partículas de alimentos que sobram na boca pode causar mau hálito.

Beber pelo menos dois litros de água diariamente é outra prevenção importante, porque ajuda a evitar a boca seca e porque a saliva tem papel essencial na saúde bucal, já que pode ajudar a mastigar e engolir os alimentos.
Como já dissemos, a boca seca pode causar mau hálito. Por isso, é recomendado não deixar a boca secar totalmente.

Crie o hábito de visitar o dentista pelo menos uma vez a cada semestre. Assim, a higienização, a retirada da placa bacteriana e do tártaro, possibilitarão manter um hálito saudável e agradável.

Referências: Clínica Dentária – Ferramenta para encontrar consultórios odontológicos.
Busca feita por CEP e tratamento desejado, dá acesso ao endereço, telefone e distância.
Marketing na Odontologia – Plataforma do mercado de gestão e marketing especializado
em consultórios odontológicos. Nasceu da experiência de um grupo de 20 empresas
de diferentes segmentos, consolidado há 22 anos no mercado.
Sempre antenado às novidades e tendências da odontologia.