INICIAL

Notícias Contato Consultor Publicidade Cadastre-se Mapa do Site

Mulher


Saúde

Psicologia

Cultura

Beleza

Moda

Esportes

Espiritualidade

SExualidade


Profissional


 Trabalho
Comportamento
Marketing Pessoal
Motivação

Dona de Casa


Decoração

Imóveis

Jardinagem

Manutenção

Finanças

ARTIGOS & LINKS
Dicas
Receitas

Finanças


Em Família


Filhos

Educação

Festas


Na Sociedade


Comportamento

Direitos

Entretenimento

Etiqueta

Filantropia

Turismo


Variedades


Lojas Virtuais

Tudo na Internet

Pets

Links


Agradecemos

sua visita


 

Loucos e lindos meses


.....Cuidados simples e a utilização de exames cada vez mais sofisticados garantem uma gravidez segura.

.....Naturalidade para curtir um período em que tudo muda - as formas do corpo, as sensações, as emoções, o humor e, muitas vezes, a maneira de ver o mundo. Essa é a principal recomendação dos ginecologistas e obstetras para que os nove lindos e loucos meses de uma gestação transcorram sem inquietações ou ansiedades desnecessárias. "Gravidez não é uma doença que exija cuidados intensivos, mas a mulher vai precisar cumprir uma rotina de cuidados para que a sua saúde e a do bebê sejam estimuladas e monitoradas", diz o ginecologista e obstetra Marco Antônio Lenci, do Hospital e Maternidade São Luiz e do Hospital Israelita Albert Einstein.

.....Para que tudo de fato transcorra com a maior tranquilidade possível, há um caminho correto a seguir. Os procedimentos para uma gestação saudável podem e devem começar logo nas primeiras semanas de gravidez. E já é possível ter a confirmação rapidamente. ....."Os diagnósticos hoje estão precoces e não é mais necessário passar dias e dias de expectativa", afirma o médico Lucas Rocha, do Hospital da Beneficência Portuguesa, em São Paulo. Com dois ou três dias de atraso menstrual, na verdade, dá para ter uma resposta: o hormônio gonadotrofina coriônica subunidade beta, que só aparece na gravidez, pode ser detectado por um simples teste vendido em farmácias para confirmar ou eliminar as suspeitas de gravidez. .....Entretanto, cerca de 10% das mulheres sofrem uma interrupção natural da gestação ainda nos primeiros dias de atraso da menstruação. É por isso que exames mais sofisticados, como a ultra-sonografia e o ultra-som transvaginal, costumam ser indicados por volta da oitava semana, quando já podem mostrar um embrião formado e acomodado no útero. Passada a etapa inicial, o exame por toque vaginal também confirma a gestação.

 

Segurança
.....Normalmente, a primeira consulta pré-natal é marcada entre a quinta e oitava semanas de gravidez. Porém, a falta de informação de muitas mulheres sobre a utilidade do pré-natal e as deficiências do atendimento de saúde pública no País acabam deixando muitas grávidas na fila de espera até o quarto mês. É um problema sério, porque o pré-natal é muito importante não só para diminuir as inquietações naturais do período - tanto da mãe quanto do pai - como também para controlar riscos da gestação. Seu início tardio é uma preocupação ainda maior quando a gravidez acontece antes dos 20 anos de idade, uma situação, aliás, cada vez mais comum no Brasil. ....."Muitas adolescentes grávidas só procuram o ginecologista depois do terceiro ou quarto mês. É um erro, porque as chances de pré-eclâmpsia entre as adolescentes são grandes. Por isso, gestações como estas, consideradas de alto risco, precisam ser acompanhadas desde o começo", alerta o ginecologista Marco Aurélio Galletta, chefe do setor de Gravidez Adolescente do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. A pré-eclâmpsia é uma complicação da gravidez que geralmente se manifesta no terceiro mês sob a forma de um aumento de pressão arterial inexplicável. Deve ser diagnosticada o quanto antes e tratada para não evoluir para a eclâmpsia - a principal causa de partos prematuros, complicações no parto e muitas mortes maternas.

.....Como a gravidez é um processo rico de transformações físicas e emocionais, o ideal é que o atendimento pré-natal seja feito por equipes multidisciplinares. "Sentindo que existe uma equipe médica, com psicólogos, nutricionistas e pediatras cuidando da saúde da gestante e do bebê, a mulher tem maior tempo e tranquilidade psicológica para curtir a gravidez e fazer planos para a chegada da criança", afirma o ginecologista e obstetra Eliano Pellini, professor da Faculdade de Medicina do ABC, em São Paulo. Além de exames específicos indicados para cada etapa da gravidez (leia quadro à pág. 22), a orientação nutricional e a recomendação de exercícios também fazem parte das indicações feitas durante o pré-natal. Sabe-se que manter alguma atividade física - a hidroginástica é uma das ótimas opções - faz bem não só para o corpo como também ajuda a diminuir a ansiedade, entre outros benefícios. "As atividades físicas programadas especialmente para gestantes melhoram a auto-estima, o condicionamento cardiovascular e ajudam a preparar músculos que vão trabalhar durante o parto", explica Valma Valzachi, professora de Educação Física especializada em ginástica para gestantes que dá cursos em academias e no Hospital Beneficiência Portuguesa de São Caetano do Sul, em São Paulo.

Pai
.....Nesse processo de espera, a presença do pai no pré-natal, acompanhando passo a passo o desenvolvimento do bebê, vem sendo cada vez mais valorizada. Por isso, também já existem opções de pré-natal para o casal, oferecidas em serviços como o Gamp - Grupo de Apoio a Maternidade e Paternidade, de São Paulo. "Partimos do princípio de que o pré-natal não é apenas um exame médico, mas um processo de apoio e orientação. Isto inclui o homem, que traz dúvidas e receios e que pode ter uma postura ativa, solidária com a mulher", diz o ginecologista e obstetra Daniel Klotzel, médico do Hospital Israelita Albert Einstein e diretor do Gamp. No grupo, os futuros pais, junto com as novas mamães, também aprendem técnicas de massagem e respiração para auxiliar a companheira durante o parto.

.....De fato, frequentar esses cursos pode ser uma boa maneira de pais de primeira viagem começarem a ter contato com o incrível, fascinante e absolutamente desconhecido universo de um bebê recém-nascido. Muitas vezes, é nesses cursos que pais e mães vêem pela primeira vez uma fralda e descobrem, por exemplo, que há no mercado uma infinidade de tipos de mamadeira e até jeito correto para acalmar uma criança.

Amamentação
.....Um dos aprendizados mais interessantes que podem ser obtidos nesses cursos é o da amamentação. A primeira coisa que aprendem é que amamentar o bebê no seio é a forma de garantir uma saúde de mais qualidade para o resto da vida. Por isso, deve-se ficar longe de palpites de vizinhas e comadres e entender, entre outras coisas, que não existe leite materno fraco. Ele é sempre a melhor alternativa de alimentação da criança - e deve ser dado a ela no mínimo durante os quatro primeiros meses.

.....É bom saber também que amamentar já não implica mais horários tão rígidos para a mamãe e o bebê. A tendência mais atual, segundo o ginecologista Daniel Klotzel, do Hospital Israelita Albert Einstein, é deixar intervalos livres entre uma mamada e outra, que podem ser de até três ou quatro horas. Se antes a recomendação era não ultrapassar duas horas, agora é o bebê quem define, choramingando, que está na hora de alimentar.

.....Também já se tem certeza de que amamentar não é um gesto instintivo e que se a mulher não tomar alguns cuidados, como aprender a segurar corretamente o bebê, a cena romântica do aleitamento tem tudo para virar um sacrifício. Outra coisa que os pais devem aprender é que existe diferença no leite que o bebê suga primeiro e o que vem depois. O primeiro leite que a criança suga é rico em proteínas e água e pobre em gordura. O leite que vem depois é pobre em proteínas e rico em gordura (importante para que o bebê ganhe peso). Como se vê, são muitas as vantagens do aleitamento materno. Os pesquisadores do assunto costumam dizer, inclusive, que, ao dar o peito ao seu filho, a mãe não o está alimentando somente fisicamente. O contato físico e emocional experimentado pela mãe e pelo bebê na hora das mamadas estabelece um forte vínculo entre os dois.

Exames indispensáveis

.....Na primeira consulta do pré-natal, que mais se parece com uma longa entrevista, o médico fará a anamnese, ou seja, um levantamento detalhado das doenças que a mulher já teve, doenças de família, gestações e partos anteriores e características pessoais, como modo de vida, hábitos alimentares, inquietações. Já com o histórico da paciente em mãos, o médico pedirá os exames de rotina para fazer uma avaliação geral da saúde da mulher. Confira:

.....URINA, FEZES, SANGUE e FATOR RH
.....Permitem diagnosticar doenças como cistite ou infecções urinárias (que podem evoluir para problemas renais e provocar contrações uterinas) ou as parasitoses, que roubam da gestante o mineral ferro, importantíssimo na gestação.

.....GLICEMIA
.....Feito em jejum, este teste pode revelar presença ou risco de diabetes. Em situações especiais, o GTT (Teste de Tolerância à Glicose) mostra se a mulher é suscetível à doença durante a gravidez. A diabetes pode atrapalhar em vários aspectos o desenvolvimento do feto se não for tratada. Entre outros problemas, ela aumenta o índice de malformações fetais (principalmente cardíacas) e abortos precoces.

.....IGG e IGM
.....Reações sorológicas que indicam se a gestante tem ou teve doenças como rubéola ou a toxoplasmose, doença que deve ser tratada para não atrapalhar o desenvolvimento fetal. Podem ser feitos até a 14ª semana, e repetidos depois quando apresentam resultados negativos na primeira vez e se houver suspeita de contato com as doenças.

.....RSS e F TABS
.....Testes de reação sorológica ou específica para sífilis, feitos no primeiro trimestre. Se o resultado der positivo, trata-se o mal com antibióticos e acompanha-se o feto com ultra-sonografia para pesquisar malformações.

.....TESTE DE HIV
.....Detecta a presença do vírus da Aids. Em caso positivo, permite ao médico tomar providências para reduzir a carga viral da mãe durante a gestação e proteger o bebê de eventual contaminação no momento do parto, já que nem sempre a criança nasce portadora.

.....ULTRA-SONOGRAFIA
.....Cada vez mais sofisticada, a ultra-sonografia mostra o feto em crescimento, revelando detalhes da sua fisiologia. Feita no começo da gestação, auxilia na definição da data provável da concepção. Na 22ª semana, além de revelar o sexo da criança, a ultra-sonografia deixa ver se a formação dos órgãos internos segue em ritmo normal. .....Na 35ª semana, é usada para conferir o tamanho do bebê e a posição da placenta para viabilizar um parto normal. Nesta época, a técnica também é muito utilizada para avaliar a quantidade de líquido amniótico (que pode estar reduzido no final da gravidez). Aparelhos para doppler fluxometria, por exemplo, permitem aos médicos avaliar a circulação sanguínea do útero materno, da placenta e do bebê.

 

Fonte: Isto é

 

 

Conheça a premiação recebida pelo Mulher de Classe

Fale direto

com toda Mulher de Classe

Clique AQUI.

Escolha o assunto. Lá estará uma

Mulher

de Classe

INFORME-SE.

Mercado qualificado?

Mulher

de Classe

é o principal.

CONHEÇA.

Informação,

sensibilidade

e muito bom gosto. Tudo

reunido numa

Mulher

de Classe

DECIDA JÁ.

Relação entre custo/benefício

é padrão na

Mulher

de Classe

FALE COM ELA!

Seja profissional,

estudante ou dona de casa, ela sempre será

Mulher

de Classe

FALE COM ELA!