Carnaval no Brasil

Um pouco da história do Carnaval –
Entrudo
A origem do carnaval brasileiro é européia, através do chamado entrudo, que consistia em uma brincadeira de atirar água, tintas, frutos, papel e o que mais conviesse à festa em outra pessoa (às vezes a partir de uma sacada, contra um transeunte). Em virtude da crescente agressividade que passou a incorporar esse evento, acabou sendo proibido.
Resiste, porém, na cidade de Arraias, a 446 km de Palmas, no Tocantins, a versão pacífica e divertida do Entrudo, que reúne vários blocos.

No Rio de Janeiro surgiram os cordões, precurssores das atuais escolas de samba. Formados por grupos de pessoas acompanhadas por uma pequena banda de músicos percorriam algumas ruas da cidade.
Em 1899 Chiquinha Gonzaga compôs a primeira música especificamente para o Carnaval, “Ô Abre Alas!“. A música havia sido composta para o cordão Rosas de Ouro.

Em várias grandes cidades, as Escolas de Samba fazem desfiles organizados que são, na verdade, um concurso para a eleição da melhor escola do ano segundo quesitos técnicos e estéticos. Surgiu daí a indústria do carnaval gerando muitos empregos nos barracões das escolas de samba com a confecção dos carros alegóricos e das fantasias e adereços.

Os desfiles mais conhecidos são o do Rio de Janeiro, que acontece na Passarela do Samba, nome dado ao primeiro “Sambódromo” construído no Brasil, e o de São Paulo, que acontece no Sambódromo do Anhembi.

Além dos desfiles das escolas de samba existem os desfiles de blocos, organizados em uma avenida, numa versão menor do desfile das escolas de samba e os blocos de empolgação. Ainda há os desfiles das bandas, que reúnem muitos carnavalescos, e os bailes de carnaval realizados em clubes, ou em áreas públicas abertas, com execução de músicas carnavalescas.

Em diversas cidades do Brasil, o carnaval segue o modelo popularizado na Bahia, com a apresentação de trios elétricos. 

Carnaval no Rio de Janeiro
CarnavalRio
No Rio de Janeiro o carnaval começa um pouco antes com os chamados bailes pré-carnavalescos e com o desfile de algumas bandas e blocos pelas ruas da cidade. Geralmente os blocos e bandas são organizados pelos moradores dos bairros e desfilam por suas ruas. Na verdade, os desfiles de bandas e blocos acontecem bem antes do carnaval, alguns blocos começam os desfiles 3 semanas antes da festa.
Durante o carnaval diversos bailes são realizados nos clubes da cidade. Alguns, mais voltados para a classe alta, outros para as classes mais baixas. A prefeitura da cidade também realiza bailes populares, abertos ao público em determinadas áreas tradicionais da cidade, como a Cinelândia.

Escolas de Samba
O desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro é organizado como uma disputa de campeonato esportivo. Há o grupo especial, espécie de primeira divisão, e os grupos de A (grupo de acesso), B e C. 

No início os desfiles eram realizados apenas no domingo de carnaval, na Praça Onze. Com o crescimento do evento e de sua importância, os desfiles passaram a acontecer na segunda e terça feiras de carnaval. Além disso, em 1983, o então governador, Brizola encomendou a Oscar Niemeyer o projeto de um local definitivo para os desfiles. O local escolhido foi a Marquês de Sapucaí, inaugurado em 02 de março de 1984, hoje conhecido popularmente como ‘sambódromo’, embora seu nome oficial fosse Passarela do Samba.

Os resultados saem na quarta-feira de cinzas, quando são declaradas a campeã e a escola que será rebaixada para o grupo de acesso. As quatro melhores colocadas e a primeira escola do grupo de acesso, voltam ao sambódromo no sábado seguinte para o Desfile das Campeãs.

Carnaval em Pernambuco
CarnavalPE
Em Pernambuco a folia começa muito antes do carnaval, principalmente nos bairros do Recife Antigo e na Cidade Alta em Olinda. Os ritmos comuns são o frevo, a Ciranda, o Maracatu.
No sábado pela manhã sai o maior bloco do Recife, o Galo da Madrugada. No interior algumas cidades têm seus carnavais típicos, como Nazaré da Mata com o Maracatu e Bezerros com o Papangú.

Carnaval na Bahia
CarnavalSalvador
Em Salvador a folia também começa bem antes do carnaval, nos bailes, ensaios das Escolas de samba e dos Afoxés. Além da tradicional festa na rua , especialmente em Salvador, é comum o uso de trios elétricos, gigantescos carros de som que percorrem as ruas da cidade por vários dias e contam com a participação de músicos famosos como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Ivete Sangalo, Daniela Mercuri, e muitos outros.
Uma composição de Caetano Veloso diz: Atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu. Essa frase dá uma idéia do que seja o carnaval de Salvador.
O carnaval baiano é praticamente uma indústria cultural a parte. Não envolve apenas a festa de carnaval, mas também as micaretas, “carnavais” fora de época que contam com a presença dos trios elétricos tradicionais em Salvador. O faturamento dos trios é maior nas micaretas que no próprio Carnaval baiano.
A música surgida destas festas chama-se axé, e é um dos gêneros campeões de popularidade junto à população brasileira.

Carnaval em São Paulo
CarnavalSP
 É composto por bailes em clubes e blocos de rua e, principalmente, por um grande desfile de escolas de samba em uma passarela, projetada por Oscar Niemeyer especialmente para o evento, assim como o sambódromo do Rio, que é o Sambódromo do Anhembi. O desfile das escolas de samba de São Paulo acontece no sábado, para não haver concorrência com o desfile do Rio.

Foi a população resultante do êxodo rural causado pela crise do café que desencadeou o início do Carnaval paulistano. As comemorações carnavalescas e o próprio samba paulista diferem do Rio de Janeiro por uma nítida diferença de andamento. O sambista paulista, acostumado à árdua lida nas lavouras de café e migrando para a cidade para o trabalho operário, fazia um samba durão, puxado para o batuque, contrastando com o lirismo e a cadência do samba carioca.

Para  2016, o sambódromo do Anhembi será palco dos desfiles de mais de 20 escolas de samba. Nos dias  5 e 6 de fevereiro, sexta-feira e sábado de carnaval, o grupo especial das Escolas de Samba vai fazer suas apresentações  e no dia 07 de fevereiro, domingo, é a vez das escolas participantes do grupo de acesso.

Carnaval em Manaus
Manaus-carnaval
Assim como no Rio de Janeiro, há um grande desfile de escolas de samba em uma passarela construída especialmente para o evento, o Centro de Convenções de Manaus, conhecido também como sambódromo e tido como o maior do país.

Mais detalhes sobre o Carnaval de 2016 você encontra nos links a seguir: