O Natal e seus símbolos

A celebração do Natal é repleta de símbolos, que fizeram dessa festa uma das mais ornamentadas. Mas tudo isso tem um significado. Confira.

PAPAI NOEL

NoelEstudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C.. O bispo, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.
Foi transformado em santo (São Nicolau) após várias p essoas relatarem milagres atribuídos a ele.

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.

Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom. Porém, em 1881, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o bom velhinho com uma roupa, também de inverno, nas cores vermelha e branca (as cores do refrigerante) e com um gorro vermelho com pompom branco. A campanha publicitária fez tanto sucesso que a nova imagem do Papai Noel espalhou-se rapidamente pelo mundo e está viva até hoje.

Diz-se que o bom velhinho de barbas brancas e roupa vermelha que, na véspera do Natal, traz presentes para as crianças que foram obedientes e se comportaram bem durante o ano, mora no Pólo Norte. Ele vem com seu trenó, puxado por renas alegrar as famílias durante as festas natalinas.

Como é chamado o Papai Noel em vários países

Alemanha: Kiss Kringle (criança do Cristo)
Canadá: Santa Claus
Dinamarca: Juliman
Espanha: Papa Noel
Estados Unidos: Santa Claus
Finlândia: Joulupukki
França: Pére Noel
Holanda: Kerstman
Inglaterra: Father Christmas
Itália: Belfana ou Papa Natal
Japão: Jizo
Rússia: Baboushka
Suécia: Jultomten

meiasMEIAS NA CHAMINÉ

Conta a lenda, que três moças não podiam casar, porque naquela época era indispensável ter um dote, que elas não tinham. 

São Nicolau, (santo que inspirou o personagem de Papai Noel), comovido com a situação, resolve jogar três sacos de moedas pela chaminé da casa das moças. Os sacos caíram dentro das meias das moças que estavam secando na lareira.
Desde então, colocam-se as meias na lareira para que presentes sejam colocados nelas.

PINHEIRO

Existem várias teorias para explicar porquê o pinheiro se tornou a árvore símbolo do Natal.

Conta a história, que quando Jesus nasceu, perto do estábulo onde ele se abrigava, havia três árvores que resolveram também presenteá-lo.
arvore
A palmeira escolheu a maior e mais bela palma, e fez dela um abano para o menino. A oliveira ofereceu o suave e perfumado óleo, para amaciar os pés do menino. E finalmente, o pinheiro, já tristemente conformado com a idéia de que não tinha nada a oferecer, pois suas folhas eram como agulhas, e poderiam machucar o menino, percebeu que muitas estrelas tinham pousado em seus galhos, iluminando-o de tal forma, que o olhar de Jesus não podia resistir à beleza desta arvore, (por isso até hoje o pinheiro é enfeitado com muitas luzes).
Alguns autores atribuem a existência da árvore de Natal, anterior ao cristianismo.
Na Saturnália (festival realizado no inverno em homenagem a Saturno, deus da agricultura), os romanos enfeitavam suas casas com pinheiros. Diz a lenda, que o pinheiro foi escolhido como símbolo do Natal, por ter a forma triangular, que representa a Santíssima Trindade.

A árvore de Natal, no contexto em que se insere hoje, tem sua primeira referência registrada em Strasbourg, Alemanha, no século XVI, quando todas as famílias, independente do seu poder aquisitivo, decoravam os pinheiros com papeis coloridos, frutas e doces. Após espalhar-se por toda a Europa, esta tradição chega ao continente americano em 1800.
A rainha Elizabete, da Inglaterra, por ocasião do Natal em que oferecia uma grande festa, e recebia numerosos presentes, pediu que estes fossem depositados em baixo de um pinheiro que havia no jardim.
O pinheiro é a única árvore que não perde as suas folhas, seja qual for a época do ano.

BOLAS

Por seu formato e pelo colorido, as bolas simbolizam os frutos da “árvore da vida”.

PRESENTES

presentesAlguns autores dizem que os presentes simbolizam o presente que Deus nos deu com o nascimento de Jesus.
Outros associam a sua representação aos presentes que Jesus recebeu dos Reis Magos.

O que importa não é o valor material mas o carinho e a mensagem contidos no cuidado com que você escolhe o presente. Por isso é importante cuidar dos pacotes dos presentes. Por mais simples que seja o presente, o capricho no embrulho, além de enfeitar o lugar em que vai ficar, demonstrará a atenção e a vontade de agradar o presenteado. 

PRESÉPIO

Foi São Francisco de Assis quem idealizou a representação do nascimento de Jesus com figuras, após 1223, quando festejou a véspera de Natal na floresta de Greccio, na companhia da população de Assis.
A tradição do presépio, na forma como é representado nos dias de hoje, teve início no século XVI. As primeiras imagens apareceram no interior de igrejas, em mosaicos.

No século XVIII a cena do nascimento de Jesus já fazia parte das tradições natalinas em Nápoles e na Península Ibérica.

SIsinoNOS

Os sinos sempre representaram o instrumento que anunciava as grandes festas populares, e no Natal eles atingem a sua importância máxima.

velaVELAS

As velas simbolizam a luz das estrelas que guiaram os Reis Magos.

Fonte: sensibilidadeesabor.com.br