9 dicas para usar saltos sem sofrimento

Desde os espartilhos até os rabos de cavalo, historicamente a moda costuma maltratar as mulheres. Os saltos altos não são exceção. Ao contrário, eles parecem estar na lista das peças de moda que dificilmente serão abandonadas.

Mesmo que você use sapatilhas no seu dia-a-dia, sempre haverá o momento de enfrentar a dupla – dor e tortura – com saltos altos. Então, é melhor conhecer alguns truques para não deixar que os saltos sejam o seu calcanhar de Aquiles.

Para os podólogos o uso incorreto de saltos causa mudanças em pequenos músculos e ossos, o que acaba promovendo uma síndrome dolorosa. Para compensar as dores e desconfortos, você acaba mudando inconscientemente a maneira de andar, lesionando tornozelos, joelhos, panturrilhas e a lombar.
Se você precisa usar saltos ou simplesmente não consegue se imaginar sem eles, procure tornar isso o mais confortável possível.
.

1. Tamanho é importante
A maioria das mulheres costuma espremer seus pés em sapatos nos quais eles não cabem.
A chave para evitar dedos feios, joanetes e tumores está na escolha do tamanho certo do calçado. Deixe sempre um pequeno espaço entre o dedão e o calcanhar. Escolha um sapato que não seja estreito demais na ponta e que não aperte os dedos. Outra dica simples e não menos importante é comprá-los no final do dia, pois é nessa hora que seus pés estão inchados e você poderá decidir melhor sobre o tamanho do sapato.
.

2. Experimente primeiro
Essa é uma lição que a maioria de nós só aprende quando volta para casa mancando, com os pés machucados, sangrando, com bolhas ou calos, por usar um calçado novo durante um dia inteiro. Pare com essa tortura. Faça primeiro pequenas experiências com o sapato novo para amaciá-lo. Ande pela casa em curtas caminhadas. Esticadores de sapatos funcionam bem, mas o que funciona melhor é usar os sapatos com meias grossas para alargá-los, de forma que fiquem um pouco mais largos do que seus pés.
.

3. Palmilhas
Você se surpreenderá ao saber quanto uma boa palmilha pode minimizar o desconforto de um calçado. Além de proporcionar uma cama macia para seus pés, muitas marcas são capazes de absorver de forma fantástica o impacto dos passos, evitando uma série de problemas, tais como facite plantar, desalinhamento dos pés, e muitos mais.
.

4. Atrito
Se você tem problemas com fricção ou com o enrugamento da pele dos pés, seja qual for o sapato que use, aceite esta boa dica, use desodorante.
Aplicar apenas uma fina linha da área dos calcanhares até os dedos, bem como nas laterais dos pés, reduz a fricção e proporciona uma barreira entre a pele e o sapato.
Se as áreas dos ossos continuarem com atrito, um pedaço de moleton ou semelhante poderá ajudar, cobrindo as áreas com problema.
.

5. Diminua o salto
Logicamente, quanto mais alto for o salto mais desconfortável e errada será a posição que seus pés estarão forçados a permanecer. Opte por um salto de tamanho moderado. Se o seu par favorito de sapatos tem um salto extremamente alto, leve-o a um sapateiro e peça para diminuir. A maioria dos sapatos pode ter seus saltos diminuídos em pelo menos um número, sem prejuízo.

 

6. Quanto mais largo o salto, mais felizes ficam os pés.
Quanto maior a superfície dos saltos que toca o chão, mais estabilidade terão os dedos e toda a região que vai dos pés até o início da coluna. Prefira os saltos largos aos estiletos. E se o seu principal objetivo é a altura, experimente usar anabelas ou plataformas, que distribuem muito melhor o peso por todo o pé.

.

7. Forma de caminhar
O caminhar com saltos é completamente diferente do caminhar com sapatos esportivos. Os saltos tiram a naturalidade do andar, a partir do momento em que eles tiram os pés da sua posição natural.
Você pode corrigir um pouco isso mantendo uma boa postura, fortalecendo a musculatura central e das pernas e procurando fazer com que o pé toque a borda externa do salto, empurrando o dedo do pé primeiro.
.

8. Trocar o calçado e fazer pausas
Pense nos seus pés como funcionários valiosos. Para mantê-los produtivos, você tem que oferecer variedades e descansos. Usando saltos altos apenas em ocasiões especiais e funções sociais, você não terá problemas significativos nos pés. Mas, se usá-los todos os dias, o dia inteiro, você poderá ter uma série de problemas.
Hoje, muitas mulheres usam tênis para ir e vir do trabalho e calçam o sapato de salto ao chegar ao escritório. Quando estiver sentada, aproveite para esticar e deixar seus pés na posição mais natural possível. Procure alternar sapatos, usando roupas que dispensam saltos altos.

9 . Fitas podem consertar qualquer coisa
Você poderá usar fitas adesivas específicas. Atenção: não uma fita adesiva qualquer. Coloque a fita no seu terceiro e quarto dedos juntos. Certifique-se de que a fita não aperte demais, para não prender a circulação. De acordo com especialistas, a manutenção desses dois dedos juntos reduz consideravelmente a pressão da bola dos pés, como mostra a ilustração ao lado.

 

Fonte: apost.com