INICIAL

Notícias Contato Consultor Publicidade Cadastre-se Mapa do Site

Mulher


Saúde

Psicologia

Cultura

Beleza

Moda

Esportes

Espiritualidade

SExualidade


Profissional


 Trabalho
Comportamento
Marketing Pessoal
Motivação

Dona de Casa


Decoração

Imóveis

Jardinagem

Manutenção

Finanças

ARTIGOS & LINKS
Dicas
Receitas

Finanças


Em Família


Filhos

Educação

Festas


Na Sociedade


Comportamento

Direitos

Entretenimento

Etiqueta

Filantropia

Turismo


Variedades


Lojas Virtuais

Tudo na Internet

Pets

Links


Agradecemos

sua visita


 

Tipos de Adoçantes

.....Os adoçantes representam uma boa opção para reduzir as calorias de um simples café até uma sobremesa caprichada. Mas será que esses produtos, que nos permitem algumas extravagâncias, podem ser consumidas sem culpa nenhuma?

.....A principal vantagem dessas substâncias é serem menos calóricas , mas devem ser consumidas com moderação e proibidas a gestantes, nutrizes e crianças, a não ser com ordem médica. Aqui você vai encontrar alguns exemplos, dos mais tradicionais:

Frutose:
.....Provém das frutas, mel e vegetais. Adoça uma vez e meia a mais e não provoca cáries como outros açúcares.

Esteviosídeo:
.....Adoçante natural proveniente da folha Stevia Rebaudiana, uma planta muito consumida pelos índios brasileiros. Isento de calorias, é 300 vezes mais doce que o açúcar.

Ciclamato de sódio:
.....Adoçante artificial, com caloria zero, 35 vezes mais doce do que o açúcar. Por ser mais estável que o aspartame e a sacarina, pode ser levado a altas temperaturas, o que permite seu uso em vários pratos. Em contra partida, deixa um sabor residual, amargo e seu uso gera controvérsias por ser suspeito de causar câncer. Nada foi comprovado até hoje, mas convém usá-lo com parcimônia.

Sacarina:
.....Assim como o ciclamato, são substâncias totalmente químicas, que o organismo não elimina. Adoça 600 vezes mais que o açúcar e não possui calorias. Deve ser utilizado, também, com critério.

Aspartame:
.....Produzido a partir da combinação química de dois aminoácidos, o ácido aspártico e a fenilalanina, associados ao metanol. Embora tenha o mesmo valor calórico do açúcar (4cal/g), adoça 200 vezes mais que o mesmo. Não deixa gosto amargo, nem provoca cáries, mas sua composição impede que seja submetido a altas temperaturas, por perder o poder adoçante.

Sucarose:
.....Produzido através de uma modificação da sacarose, mantém o mesmo sabor do açúcar, mas sem calorias. Não provoca cáries e pode ser levada à altas temperaturas.

Fonte: www.emagrecendo.com.br

 


 

As dietas que a moda traz

De tempos em tempos, os meios de comunicação passam a dar destaque a uma nova maneira de perder peso. Elas geralmente surgem a partir de histórias de artistas e modelos que garantem ter emagrecido rapidamente com o tal regime. Na maioria dos casos, a primeira vítima é o conceito da reeducação alimentar, que acaba sendo deixado de lado por quem decide seguir a mesma dieta. Pelo menos até o ponteiro da balança voltar a subir. A seguir, um resumo de algumas dessas dietas e quais os principais problemas que elas apresentam.

Dieta do Dr. Atkins: Também chamada de Dieta da Proteína, elimina radicalmente todos os tipos de carboidratos. Proíbe açúcares, batatas, massas, cereais, arroz, leguminosas secas, legumes e frutas. São liberadas as proteínas, alimentos de origem animal (carnes, ovos, bacon) e gorduras. É uma dieta desequilibrada, que prioriza as gorduras em detrimento de outros nutrientes.

Dieta de South Beach: É uma versão mais branda da Dieta da Proteína. Estimula o consumo de gorduras monoinsaturadas (amendoim, azeite de oliva) e admite o consumo moderado de carnes e queijos magros e frango sem pele. A partir da terceira semana, permite várias frutas, leite desnatado, carboidratos complexos e até vinho, com moderação

Dieta de Beverly Hills: Baseia-se em um rígido esquema alimentar, que proíbe misturar proteínas e carboidratos nas refeições e que nos primeiros dez dias só permite comer frutas. No 11º dia libera o consumo de carboidratos e manteiga e no 19º introduz as proteínas. Essa dieta não tem nenhuma base científica e propõe uma alimentação de baixa qualidade.

Dieta de Scarsdale: Permite o consumo de todos os macronutrientes, mas também dá mais ênfase às proteínas. O regime deve ser feito nas seguintes proporções: 43% de proteínas, 34,5% de carboidratos e 22,5% de lipídios. Promove uma perda de peso rápida no início. É contra-indicada por longos períodos.

Fonte: www.emagrecendo.com.br

Conheça a premiação recebida pelo Mulher de Classe

Fale direto

com toda Mulher de Classe

Clique AQUI.

Escolha o assunto. Lá estará uma

Mulher

de Classe

INFORME-SE.

Mercado qualificado?

Mulher

de Classe

é o principal.

CONHEÇA.

Informação,

sensibilidade

e muito bom gosto. Tudo

reunido numa

Mulher

de Classe

DECIDA JÁ.

Relação entre custo/benefício

é padrão na

Mulher

de Classe

FALE COM ELA!

Seja profissional,

estudante ou dona de casa, ela sempre será

Mulher

de Classe

FALE COM ELA!